domingo, 1 de janeiro de 2012

PIRLIMPIMPIM


O primeiro versinho cristalizado do ano.



No pálido âmbar da memória
Refugiou-se nosso amor.
Protegendo-se da ruína dos anos
Conservou-se em presente o passado
Rompeu o tempo e se eternizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário